17
fev
Concert – Valentine’s Day

 

O amor estava no ar no dia dos namorados no The Palace e o Maroon 5 foi objeto de afeição para a grande maioria da multidão que esgotou o local no dia 14.

A banda estava toda vestida de vermelho e Adam Levine estava carismático como sempre durante os 90 minutos de show, mexendo-se muito bem no palco em formato de M, distribuindo bem o tempo em várias rampas que se projetavam no chão do The Palace, passando as três primeiras encores num palco B perto do centro da arena e James se juntava a ele em ” She Will Be Loved “.

James foi o centro das atenções durante o solo de ” Wake Up Call ” e ” Lucky Strike “. Sam Farrar teve pouca atenção durante o show, apesar de fazer um pesado trabalho musical na guitarra e nos teclados, ele não foi sequer incluso nas vídeo montagens do grupo que ocasionalmente apareciam em três enormes telões atrás do palco.

As aberturas foram feitas pelo Neon Trees e o Owl City. Maroon 5 começou com ” Payphone “. Tocaram também  “Sunday Morning,” “If I Never See Your Face Again,” “Misery,” “This Love” e “Won’t Go Home Without You”, enquanto que ” Makes Me Wonder ” foi introduzida com ” Don’t Stop Til You Get Enough ” de Michael Jackson ( com sete globos de discoteca pendurados ) e ” Harder To Breathe ” incorporada com o ritmo de ” Scaary Monsters and Nice Sprites ” da banda Skrillex ( assim como foi feito aqui no Brasil ).

Fizeram uma versão longa de ” One More Night ” , o que deu uma esfriada nos fãs, mas logo retornaram com ” Moves Like Jagger “.

Fonte